Mercado Bio Região de Idanha

Mercado Bio de Idanha

Características

. Produtores

. População

 

Mercado Bio Região

Código do projetoPDR2020-10214-FEADER-062009
Objetivo principal– Promover o contacto direto entre o produtor e o consumidor, contribuindo para o escoamento da produção local, a preservação dos produtos e especialidades locais, a diminuição do desperdício alimentar, a melhoria da dieta alimentar através do acesso a produtos da época, frescos e de qualidade, bem como fomentar a confiança entre produtor e consumidor;

– Incentivar práticas culturais menos intensivas e ambientalmente sustentáveis, contribuindo para a diminuição da emissão de gases efeito de estufa através da redução de custo de armazenamento, refrigeração e transporte dos produtos até aos centros de distribuição.

Região da intervençãoCentro (Município de Idanha-a-Nova)
Entidades beneficiáriasMunicípio Idanha-a-Nova
Data aprovação08-10-2020
Data início31-01-2020
Data conclusão22-10-2023
Custo total elegível98.010,21€
Apoio financeiro da União Europeia57.524,95€
Objetivos1. Promover condições estruturais físicas de apoio à comercialização de produtos endógenos, fomentando a relação de proximidade entre produtor local e consumidor;

2. Incrementar a procura de produtos com origem no território de Idanha-a-Nova;

3. Promover o associativismo dos produtores locais;

4. Fomentar a compra de produtos agrícolas e transformados com origem em Idanha-a-Nova por parte dos agentes locais;

5. Preservar produtos e especialidades locais e cativar novos produtores.

Atividades1 – Plano de Comercialização

2 – Modernização e Qualificação do Espaço Físico do Mercado Local

3 – Conceção e Implementação de Ações de Marketing e Comunicação

4 – Ações de Promoção e Sensibilização para a Valorização e Consumo de Produtos Locais

ResultadosO Plano de Comercialização tem como objetivo delinear uma estratégia de escoamento para a produção e de logística de distribuição.

De forma a garantir as condições de higiene e conforto para os comerciantes e consumidores, a Modernização e Qualificação do Espaço Físico do Mercado Local prevê a realização de despesas referentes a obras de melhoria e requalificação do espaço físico onde decorrerá o mercado local, bem como a aquisição de equipamentos de suporte à venda dos produtos locais.

Com a conceção e implementação de um conjunto de ações de marketing e comunicação pretende-se promover os produtos agroalimentares do território e criar uma marca concertada em consonância com a estratégia de valorização, qualificação, promoção e consumo de produtos locais.

As Ações de Promoção e Sensibilização para a Valorização e Consumo de Produtos Locais contemplam ações de promoção na comunidade escolar, ações de promoção e sensibilização dos consumidores para o consumo e valorização dos produtos locais e ações de sensibilização e capacitação dos produtores e agentes económicos locais.

Publicado em Destaques, Idanha-a-Nova | Tags , , | Deixe o seu comentário

VESPRA  Workshop de exercícios de capacitação na resposta a ocorrências naturais e industriais

VESPRA

Workshop de exercícios de capacitação na resposta a ocorrências naturais e industriais

. Cilleros / Monfortinho

. 30 e 31 de janeiro de 2023

 

As Regiões da Beira Baixa e da Extremadura, (Espanha), testaram a plataforma de apoio à decisão em casos de situação de emergência nas zonas transfronteiriças.

Nos dias 30 e 31 de janeiro, realizou-se entre Cilleros, Espanha, e Monfortinho, Portugal, o segundo workshop do projeto VESPRA, que teve como objetivo apresentar e testar a plataforma digital de apoio à decisão durante um incêndio rural transfronteiriço, evento ao qual se agregou um acidente rodoviário com derrame de produtos tóxicos.

Este exercício virtual permitiu juntar entidades com responsabilidades na área da proteção civil de Portugal e Espanha, nomeadamente, os Gabinetes de Proteção Civil Municipais, Guarda Nacional Republicana, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Instituto Nacional de Emergência Médica, Cruz Vermelha Portuguesa, Agência Portuguesa do Ambiente, Corporações de Bombeiros da região, entre outras entidades de ambos os territórios.

Um dos grandes principais objetivos do projeto é o desenvolvimento de uma ferramenta informática, para análise e avaliação da vulnerabilidade de elementos, localizados em regiões transfronteiriças, relativamente a um conjunto de riscos selecionados, como são exemplos: incêndios florestais; inundações; dispersão de nuvens de poluentes industriais e nucleares e eventos climáticos severos. Esta ferramenta, será disponibilizada numa plataforma de acesso livre, e permitirá que as atividades de prevenção e resposta àquele tipo de eventos, sejam realizadas de forma integrada e harmonizada pelas diferentes entidades.

VESPRA simulações

O projeto VESPRA, tal como fez em abril de 2022, num encontro que decorreu no Centro de Ciência Viva da Floresta, apresentou agora em Cilleros, Espanha, a plataforma de apoio à decisão, recolhendo todas as sugestões e recomendações daqueles que serão os futuros utilizadores da mesma, nomeadamente a comunidade científica, técnica e de resposta em emergências.

O VESPRA Vulnerable Elements in Spain and Portugal and Risk Assessmenté um projeto europeu, financiado pelo Mecanismo Europeu de Proteção Civil, que visa melhorar os mecanismos de gestão de risco em áreas transfronteiriças em situações de emergência. O projeto reúne parceiros de Portugal e Espanha, nomeadamente a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB), a Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial da Universidade de Coimbra, a Universidade de Aveiro, o INFOEX (Serviço de Prevenção e Extinção de Incêndios Florestais da Comunidade Autónoma da Extremadura) e a Universitat Politècnica de Cataluña (UPC) e é coordenado pela empresa espanhola Meteogrid.

Publicado em Castelo Branco, Destaques | Tags | Deixe o seu comentário

Sabores Caprinos e Ovinos em Proença dá início à promoção gastronómica de 2023

Sabores Caprinos e Ovinos em Proença dá início à promoção gastronómica de 2023

. Festival começa em 11 de Fevereiro

O Festival dos Sabores Caprinos e Ovinos, que começa a 11 de fevereiro nos restaurantes do concelho, dá o mote para a promoção da gastronomia do concelho de Proença-a-Nova em 2023.

Depois do sucesso da edição anterior, o Festival dos Sabores Caprinos e Ovinos 2023 decorre nos dias 11 e 12, 18 a 21 e 24 e 25 de fevereiro, totalizando 8 dias de festival. Assim, durante os fins de semana (incluindo o fim de semana alargado do período do Carnaval), os 19 restaurantes que aderiram a este festival irão disponibilizar nas suas ementas iguarias tendo como base o cabrito, a cabra e o borrego.

Para a realização deste festival, o Município ofereceu três peças de carne à escolha a todos os restaurantes, resultando num investimento de apoio ao sector da restauração.  Os clientes destes restaurantes que consumirem pratos que incluam sabores Caprinos ou Ovinos irão receber brindes alusivos à temática. A lista de restaurantes aderentes está disponível no site de Município para consulta.

Para este ano está prevista a realização de mais dois festivais gastronómicos em parceria com os restaurantes do concelho que decidam aderir com o objetivo de promover os produtos endógenos do território e a gastronomia típica – um dos pontos privilegiados por turistas e visitantes.

Desta forma, irá realizar-se o Festival da Cereja (nos dias 20 e 21, 27 e 28 de maio e 3 e 4 de junho) e o Festival da Tigelada (todos os dias de 12 a 28 de agosto).

Publicado em Destaques, Proença-a-Nova | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Galeria Municipal de Oleiros recebe primeira Mostra Coletiva de Pintura

Galeria Municipal de Oleiros recebe primeira Mostra Coletiva de Pintura

Depois de finalizada uma das exposições mais bem-sucedidas que passou pela nossa Galeria Municipal, com 724 visitas, os presépios cedem agora o protagonismo ao talento local através da pintura.

A partir de 4 de fevereiro e até 26 de março poderá visitar a primeira mostra de um ciclo que se inicia e que pretende revelar uma variada panóplia de trabalhos de artistas que já fazem parte do nosso quotidiano, sejam naturais do concelho ou estando nele radicados.

Em exibição estarão trabalhos de A Guardiã do Bosque (Inês Pratas), Abílio Lourenço, João Carlos Gonçalves, Jorge Marquez, Luís Élye, Rodrigo Pereira, Rosa Afonso e Rui Olivença.

Do retrato à pintura em Graffiti, passando pela ilustração e pelos quadros de aguarela, esta primeira série de oito artistas plásticos irá complementar-se e tornar esta iniciativa numa exposição integrada e diversa que se traduz num convite à descoberta e à fruição da criação artística Oleirense.

Publicado em Destaques, Oleiros | Tags , | Deixe o seu comentário

Freguesia de Oleiros – Amieira celebra 10 anos de ” Haja saúde “

10 anos de “HAJA SAÚDE”

. Dia 5 de fevereiro começam celebrações

O programa Haja Saúde, da Junta de Freguesia de Oleiros-Amieira, vai para o décimo ano de funcionamento e voltará ao terreno a partir do dia 5 de fevereiro. O calendário que agora se inicia abrangerá o primeiro semestre deste ano, ao longo do qual serão realizadas três visitas a cada local.

Elementos da Junta de Freguesia, juntamente com uma equipa de enfermagem e a assistente social, visitarão todos os lugares e aldeias da freguesia. Nestas visitas, são monitorizados os parâmetros vitais e, ao mesmo tempo, combate-se o isolamento social, promovendo alguns momentos de convivência com a população mais isolada.

Sempre com uma intenção de fazer mais e melhor pelos nossos fregueses, serão introduzidas algumas ações que, certamente, serão benéficas para o projeto e em consequência, para os que dele usufruem. Será aplicado um questionário de satisfação, onde os utentes poderão fazer a análise e a avaliação do programa, contribuindo, com as suas sugestões, para a sua melhoria.

Numa perspetiva de sensibilização e contribuição para um estilo de vida mais saudável, pretende-se desenvolver e distribuir folhetos informativos, abordando alguns temas pertinentes (alimentação, atividade física, etc.), que podem melhorar a nossa saúde.

O Haja Saúde funcionará aos domingos de manhã, com uma viatura da autarquia e outra alugada para o efeito. Em cada uma destas jornadas, são observadas cerca de setenta pessoas, a maioria idosos.

A este propósito, temos o dever de informar a população de que não foi possível estabelecer novo protocolo com a Direção dos Bombeiros de Oleiros. Essa é a razão pela qual não estamos a utilizar as ambulâncias.

A Junta de Freguesia tentou, por mais de uma vez, negociar o envolvimento dos bombeiros e das suas ambulâncias, mas ainda não obteve nenhuma resposta da Direção aos seus pedidos.

Por certo que, nesta fase, não temos as condições desejadas, mas tudo está a ser feito para as melhorar gradualmente.

Queremos acreditar que, em breve, haverá abertura para que as duas partes, Junta de Freguesia e Direção dos Bombeiros, consigam estabelecer um protocolo e, juntos, levem a cabo um programa de enorme valor social na freguesia, cada vez mais envelhecida e com mais pessoas a viverem isoladas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Oleiros | Tags , , | Deixe o seu comentário

Idanha recebe visita de António Costa dedicada à agricultura

Iniciativa “Governo Mais Próximo”

. Idanha recebe visita de António Costa dedicada à agricultura

No âmbito da iniciativa “Governo Mais Próximo”, o Primeiro-Ministro, António Costa, visitou no dia 25 de janeiro a Herdade do Couto da Várzea, em Idanha-a-Nova, para uma jornada em torno da agricultura.

António Costa teve a oportunidade de conhecer melhor esta propriedade que evoluiu para o Green Valley Food Lab, área de localização empresarial que inclui também a Herdade das Lombas, o Centro Logístico Agroalimentar do Ladoeiro e, mais recentemente, o Ribeiro do Freixo, num total de cerca de 800 hectares.

O Executivo da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, liderado por Armindo Jacinto, recebeu o Primeiro-Ministro, que esteve acompanhado da Ministra da Agricultura e da Alimentação, da Ministra da Presidência, da Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Ministra da Coesão Territorial, bem como de vários Secretários de Estado.

Aos governantes, o Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, deu a conhecer alguns dos projetos inovadores do concelho – a primeira Bio-Região de Portugal – e enalteceu a importância destas ações para o Governo conhecer melhor as potencialidades do país.

Estamos num espaço que visa apoiar as empresas e os empresários, a experienciarem, com inovação e tecnologia, processos sustentáveis de desenvolvimento a partir do sector primário, agroalimentar e industrial”, começou por explicar Armindo Jacinto.

O autarca salientou que “temos atualmente na Herdade do Couto da Várzea cerca de 50 empresas, 500 postos de trabalho e a perspetiva de 1000, no auge das atividades empresariais. No total, na Campina de Idanha-a-Nova estão a ser feitos investimentos de cerca de 100 milhões de euros, que incluem a produção e transformação agroalimentar”.

António Costa mostrou-se satisfeito com o que viu: “Temos de pôr mais conhecimento e maior valor naquilo que produzimos”, afirmou. “Como o senhor Presidente da Câmara de Idanha-a-Nova diz, só há uma forma de combater a baixa densidade: aumentar a intensidade da economia nestes territórios. Ora, a melhor forma de aumentar a intensidade da economia nestes territórios é dar maior valor àquilo que há nestes territórios”, concluiu.

Os governantes visitaram as instalações da empresa Sementes Vivas, que tem sede na Herdade do Couto da Várzea, distinguida como “Empresa Gazela” por apresentar um crescimento acelerado no emprego e no volume de negócios.

A iniciativa “Governo Mais Próximo”, em Idanha-a-Nova, ficou também marcada por iniciativas na área social. No mesmo dia 25 de janeiro, o Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, e a Ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, visitaram o Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE), em Oledo, onde contactaram também com o Projeto Comunitário de Oledo (frequentado por vários cidadãos que depois de emigrados regressaram a Portugal) e o Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM), em Idanha-a-Nova.

Uma manhã proveitosa para mostrar o trabalho que é feito neste concelho e para articular estratégias que permitam atuar sempre com celeridade e eficácia na resposta às necessidades dos cidadãos.

Na área da educação, Tiago Antunes, Secretário de Estado dos Assuntos Europeus, deu uma palestra na Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova.

 

Publicado em Destaques, Idanha-a-Nova | Tags , , | Deixe o seu comentário

Ministra da Coesão Territorial e Ministro das Infraestruturas visitaram empresas de Cernache do Bonjardim

Ministra da Coesão Territorial e Ministro das Infraestruturas visitaram empresas de Cernache do Bonjardim

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e o Ministro das Infraestruturas, João Galamba, deslocaram-se ao concelho da Sertã para visitar empresas localizadas na Zona Industrial de Cernache do Bonjardim.

Da comitiva fizeram também parte Isabel Damasceno, Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Carlos Miranda, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Pedro Ferreira, Deputado da Assembleia da República, Maria João Ribeiro, Presidente da União de freguesias de Cernache do Bonjardim e Palhais e vereadores da Câmara Municipal da Sertã.

A visita teve início na empresa VIVIANA, Lda., em que Dulce Nunes, responsável por aquela unidade fabril, apresentou a história daquela empresa alemã que ali labora há mais de 30 anos e que suporta 89 postos de trabalho. A empresa dedica-se à confecção de roupa interior de senhora, com duas máquinas e meia para cada funcionária, o que exige bastante flexibilidade no trabalho. A visita passou pelas diversas secções da atividade, desde o corte, costura, finalização e embalamento. Aquela responsável referiu os financiamentos obtidos no âmbito do Portugal 2020, que possibilitaram a ampliação da zona fabril em 1000 m2 e a construção de armazém e novo cais. Referindo-se a constrangimentos, Dulce Nunes frisou a necessidade de cursos de formação técnicos e especializados naquela área. Não existe nas escolas qualquer tipo de curso vocacionada para aquele tipo de atividades e cada vez que é admitido um novo funcionário, a empresa tem que fornecer-lhe a formação técnica adequada para desempenhar a função.

Seguiu-se a visita à SolfaEstofo, que opera há 30 anos no sector de estofos, na manutenção, renovação e reparação de bancos de veículos, especialmente transportes públicos, autocarros e comboios. Remodelam interiores de veículos ligeiros, aeronaves, barcos de recreio e sector de hotelaria. Rodrigo Bernardo fez uma apresentação da empresa que, com o revés do mercado provocado pela pandemia, teve que reinventar-se e procurar novos mercados. Referiu diversos concursos públicos ganhos pela empresa, nomeadamente a renovação de bancos de comboios da CP, da congénere espanhola RENFE e as cadeiras da Sala do Senado da Assembleia da República, entre outros. Ao longo da visita, enumerou alguns investimentos feitos pela empresa com recurso a fundos Portugal 2020 e o objetivo de entrar na indústria aeronáutica. Um constrangimento sentido pela empresa e apontado por Rodrigo Bernardo consiste nas acessibilidades, especificamente a EN238 cujo estado e traçado dificultam o transporte quer de matérias-primas quer dos objectos e veículos alvo de renovação assim como a captação de novos clientes.

A comitiva seguiu para a IMOC que labora há 30 anos. Possui 55 postos de trabalho e atua no sector da carpintaria, com especial enfoque em portas e roupeiros, atuando no mercado nacional e também em mercado de exportação. Nelson Leitão referiu que, em termos de produção, a empresa tem capacidade máxima instalada de produção de 700 a mil portas por dia. À semelhança das empresas anteriores, os responsáveis da IMOC apontaram as preocupações decorrentes das acessibilidades, nomeadamente a EN238 que cria transtornos nas deslocações, tanto no transporte das matérias-primas como na distribuição do produto finalizado. “Tudo o quem vem para aqui é com muita dificuldade a nível de transporte”, sublinhou Nelson Leitão referindo que na sua maioria utilizam a EN238.

Após a visita às empresas, Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial mostrou-se bastante satisfeita, frisando que ficou patente “que as pequenas empresas do interior também aproveitam os fundos europeus”. “Estamos a iniciar o novo quadro comunitário em que vamos ter apoios para micro, pequenas e médias empresas, (…) que lhes permitirão inovar, elevar a qualidade, contratar e investir em novo equipamento para poderem diversificar mercados ou especializarem-se numa determinada área de negócio.” O papel destas visitas é “ ver o que há de bom no território e ouvir as preocupações”.

Esta governante mostrou-se bastante satisfeita por constatar “o crescimento das equipas, a necessidade de continuarem a investir”, darem “nota da necessidade de criarmos nestes territórios do interior cursos de formação profissional, tornarmos os territórios mais atractivos para os jovens, para fixarmos e atrairmos pessoas. Ao mesmo tempo que celebramos os sucessos, percebemos também o caminho que temos que continuar a fazer (…) com investimento público ou com medidas de política pública para continuar o processo de crescimento, que se faz com base em trabalho qualificado e inovação, que depois se reflecte na competitividade”, concluiu Ana Abrunhosa.

Ana Abrunhosa em Cernache

João Galamba, Ministro das Infraestruturas, destacou a “capacidade que as empresas portuguesas têm de se ajustarem rapidamente, respondendo às necessidades e tendo conseguido colocar-se no mercado com os seus produtos, tornando-se um fornecedor de referência.” O governante frisou “a importância da relação entre grandes e pequenas empresas: importa reativá-la, é uma grande oportunidade de produção industrial descentralizada do nosso país e é uma grande oportunidade para o interior e para a economia do país.”

Na perspectiva dos fundos no âmbito do quadro comunitário 2030, Carlos Miranda, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, referiu que “é importante que as pessoas saibam que têm muitos recursos à sua disposição. Não podemos desperdiçar os recursos. Todos os empresários têm que perceber o que está em causa. (…) Aquilo que pretendo é chamar os empresários, analisar os eixos estruturantes do quadro 2030 e tentarmos encontrar as melhores estratégias, para podermos ir ao encontro desses recursos. Algumas áreas são transversais a todas as empresas” (…) como é o caso da transição digital “fundamental para que as empresas se tornem mais competitivas e possam internacionalizar”, “da eficiência energética, “importante para todas as empresas, dado que a energia hoje representa um custo tremendo” e “a contratação de recursos humanos altamente qualificados”, entre outras áreas.

O autarca aproveitou a presença dos ministros e dirigindo-se a João Galamba, Ministro das Infraestruturas, abordou a situação da EN238, sublinhando que o projeto previsto não é satisfatório dado que deveria contemplar, à semelhança da variante da EN2 entre Sertã e Vila de Rei, correcção de curvas e zonas com duas faixas, que permitissem uma maior segurança e fluidez do trânsito. João Galamba mostrou-se disponível para marcar uma reunião para breve no Ministério das Infraestruturas para, em conjunto, analisar a matéria e encontrar uma proposta razoável e que satisfaça as populações.

A visita da Ministra da Coesão Territorial e Ministro das Infraestruturas integrou-se na iniciativa “Governo mais próximo” que, durante dois dias, percorreu todos os concelhos do distrito de Castelo Branco, culminando na realização do Conselho de Ministros na capital de distrito a 26 de janeiro.

 

Publicado em Destaques, Sertã | Tags , | Deixe o seu comentário

Rede Social avança com Sistema de Gestão da Qualidade

Idanha-a-Nova

Rede Social avança com Sistema de Gestão da Qualidade

Aprofundar o trabalho em rede entre as IPSS do concelho de Idanha-a-Nova é um dos princípios do projeto Q+ Em Rede 2.0, que visa orientar a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade nas organizações sociais.

O projeto é desenvolvido pela Replicar, em vários pontos do país, e deverá envolver 14 IPSS do concelho de Idanha-a-Nova. Terá o apoio financeiro da Câmara Municipal em 75% e os restantes 25% cabem a cada entidade.

Só faz sentido trabalhar as respostas sociais do concelho em rede. Este projeto é uma oportunidade para as IPSS se capacitarem e caminharem para a certificação, cumprindo todos os requisitos da Segurança Social”, explica Armindo Jacinto, presidente da Câmara de Idanha-a-Nova.

O projeto tem a duração de 12 meses e prevê a realização de ações de formação certificada, presencial, para as equipas técnicas e órgãos sociais das IPSS, com a participação de vários especialistas. Contempla ainda uma visita de acompanhamento e uma auditoria interna, no final, mediante a implementação da NP EN ISO 9001:2015 e/ou Nível B dos Manuais da Segurança Social.

A partir do projeto Q+ Em Rede pretende-se, ainda, desenvolver outras abordagens na rede social do concelho.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova adianta que “através do processo de gestão da qualidade, queremos criar novas dinâmicas entre as IPSS. Saúde, alimentação e animação sociocultural são algumas das áreas em que estamos a preparar respostas em rede mais eficazes”.

O trabalho começa a ser desenvolvido já este mês e prevê-se que conte com o forte envolvimento das IPSS, da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, do Centro Municipal de Cultural e Desenvolvimento e de outras entidades do concelho.

Publicado em Idanha-a-Nova | Deixe o seu comentário

PAPER PRIME recebeu comitiva governamental em Vila Velha de Ródão

PAPER PRIME recebeu comitiva governamental em Vila Velha de Ródão e anunciou investimento de mais de 70 milhões, em 2 novas unidades industriais do Grupo SOCIGENE.

No decorrer da iniciativa ‘Governo Mais Próximo’ por parte do Governo, que decorre estes dias no Distrito de Castelo Branco, a PAPERPRIME recebeu esta quarta-feira 25 de janeiro, na sua unidade industrial de Vila Velha Ródão, o Ministro da Economia e do Mar Prof. António Costa Silva e a Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional Dra. Isabel Ferreira.

A Comitiva Oficial foi recebida pela Administração e Direção do Grupo SOCIGENE, que detém a PAPERPRIME e a TREVIPAPEL.

Após visita à fábrica, foi apresentado com algum detalhe, por parte da empresa, os novos projectos de investimento em Vila Velha de Ródão e na Lousã, calculado acima dos 70 milhões de euros e previsto para os os próximos 3 anos.

O Grupo SOCIGENE detém a Paper Prime em Vila Velha de Ródão, e a Trevipapel na Lousã.

A Paper Prime transforma pasta de papel recebida por pipeline, em bobines de papel tissue.

Na Trevipapel, na Lousã, transformam as bobines em produtos finais tissue (rolos de cozinha, rolos industriais, monorolos, papeis higiénicos, guardanapos, toalhas de mão e lenços, etc).

O Grupo com mais de 30 anos, ostenta orgulhosamente o seu ADN no interior.

Com origem na Lousã, onde hoje detém 2 fábricas da Trevipapel, desde 2017 que detém a fabrica da Paper Prime em Vila Velha de Ródão.

O Grupo exporta cerca de 60% da sua produção maioritariamente para Espanha, França, mais uma parte para o resto da Europa, norte de África e América do Sul, terá faturado mais de 96 milhões de euros em 2022.

Publicado em Vila Velha de Ródão | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Proença: Projeto Eco Escolas da Escola Pedro da Fonseca recebe distinção de Excelência

Projeto Eco Escolas da Escola Pedro da Fonseca recebe distinção de Excelência

O projeto Eco Escolas da Escola Básica e Secundária Pedro da Fonseca foi distinguido com o diploma de Excelência, atribuído pela Associação Bandeira Azul, numa cerimónia realizada a 20 de janeiro, em Soure.

Este importante galardão reconhece a qualidade do trabalho realizado na implementação deste programa que a escola integra desde no ano letivo 2015-2016.

Trata-se um programa escolar internacional que pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade. A Câmara Municipal de Proença-a-Nova tem sido parceira deste programa em diversas ações de educação ambiental – um dos exemplos é a entrega dos resíduos recolhidos no âmbito do Troque Resíduos por Plantas.

O Jorge Santos, professor responsável pelo projeto na escola, mostra-se orgulhoso com esta distinção, “pois reflete todo o trabalho da escola em prol das boas práticas ambientais, que todos os dias desenvolve parte do seu trabalho em prol da sustentabilidade, preservação do meio ambiente e incutindo no trabalho desenvolvido com os alunos dos diferentes níveis, os princípios associados às ODS do desenvolvimento sustentável, trabalho esse de grande qualidade, resultado das diferentes atividades que desenvolvemos ao longo do ano”.

Todos os anos, a Escola organiza o Dia Eco Escolas no qual acontecem várias iniciativas destinadas à comunidade escolar e que contam com a participação dos parceiros do projeto. O tema do ano letivo 2022-2023 é Biodiversidade: preservar e regenerar espaços exteriores, no âmbito do qual está a ser implementada uma “reorganização do espaço escolar, com um projeto que estamos a trabalhar para a identificação de todas as espécies florísticas existentes em redor da escola, assim como a elaboração de um plano de sustentabilidade da escola, que será um contributo que poderemos ter no futuro para proporcionar um mundo melhor às gerações futuras.

Todas as atividades vão sendo trabalhadas ao longo do ano, das mais diversas formas, sendo que o ponto alto prevê se que seja a realização do dia Eco Escolas, entre os dias 22 ou 30 março”, acrescenta Jorge Santos.

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) é uma Organização não Governamental de Ambiente (ONGA), sem fins lucrativos, dedicada à Educação para o Desenvolvimento Sustentável e à gestão e reconhecimento de boas práticas ambientais.

A ABAE faz parte da Fundação para a Educação Ambiental (FEE), a qual agrupa entidades internacionais que, em conjunto promovem atividades de Educação Ambiental para a Sustentabilidade, oriundas de mais de 77 países.

Publicado em Destaques, Proença-a-Nova | Tags , , | Deixe o seu comentário