Serviços Municipais de Proença capturaram 62 ninhos de vespa asiática em 2022

Serviços Municipais de Proença capturaram 62 ninhos de vespa asiática em 2022

Os Serviços do Município de Proença-a-Nova capturaram, no ano de 2022, 62 ninhos de vespa Velutina – ou asiática -, na sequência de pedidos endereçados pela população um pouco por toda a área geográfica do concelho. O ano de 2022 foi assim o segundo com o maior número de ninhos destruídos, tendo sido apenas superado em 2021, quando se registaram 139. Em 2020 e 2019 foram capturados 48 e 45 ninhos, respetivamente.

No decorrer do ano de 2022 foi também lançado pelo Município de Proença-a-Nova apoio para compra de material de combate à propagação da vespa asiática no território. Para quem cumpra as condições definidas em regulamento, o Município apoia, uma única vez por apicultor, a compra do primeiro kit de harpa com 145€ e do segundo kit com 72,5 €. Até dia 30 de setembro de cada ano, os interessados deverão preencher o formulário de candidatura, disponível no Portal de Serviços Online ou nos serviços municipais, e entregá-lo com a Declaração de Existências do ano anterior, entre outros documentos, por via eletrónica, no Gabinete de Apoio ao Empresário ou no Balcão Único.

O ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas -, organização que tem estado na linha da frente na prevenção e combate à expansão da vespa asiática em Portugal, aponta que, apesar de não existir ainda qualquer método de controlo totalmente eficaz para eliminar a vespa velutina, afirma que “a destruição dos ninhos desta vespa é considerado o melhor método de limitar localmente o impacto sobre as abelhas, outros insetos e eventualmente pessoas”. A mesma organização ressalva ainda que “a instalação descontrolada de armadilhas e a destruição de ninhos de outras espécies de vespas pode revelar-se prejudicial para a biodiversidade”.

De acordo com os especialistas, a colocação das armadilhas é fundamental para capturar as velutinas fundadoras na primeira fase do seu ciclo de vida, a partir de fevereiro. Capturar a fundadora irá impedir a formação de novos ninhos e a posterior destruição de colmeias no período de predação da vespa que decorre entre julho e outubro.

Neste sentido, o ICNF criou a ‘STOPvespa’, que visa apoiar a identificação e o controlo da vespa asiática em Portugal Continental. Esta ferramenta consiste na monitorização da distribuição e da expansão da vespa asiática, através da geolocalização de avistamentos e de ninhos num servidor de mapas, contribuindo para uma comunicação mais estreita entre a população, os técnicos municipais e a administração central, bem como para o apoio à gestão desta problemática e ajuda na tomada de decisão.

Sempre que detetar um ninho de vespa asiática, pode entrar em contacto com os serviços municipais pelo número 274 670 000, pelo email geral@cm-proencanova.pt ou gflorestal@cm-proencanova.pt.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Proença-a-Nova com as tags , , . ligação permanente.