Ribeira do Enxarrique alvo de obras de reabilitação e valorização

Ribeira do Enxarrique alvo de obras de reabilitação e valorização

A ribeira do Enxarrique, em Vila Velha de Ródão, está a ser alvo de obras de reabilitação e valorização, uma intervenção que teve início em outubro e abrange o troço final deste afluente, imediatamente antes da confluência com o rio Tejo. O objetivo é promover a reaproximação da população a este curso de água e ao rio, através da criação de um trilho pedonal e dum maior contacto com o património natural e paisagístico.

Esta é uma intervenção que integra várias medidas de conservação e reabilitação da rede hidrográfica e zonas ribeirinhas, previstas na Lei da Água, e pretende contribuir para a implementação da Diretiva Quadro da Água, na medida em que visa obter o bom estado ou o bom potencial das respetivas massas de água.

Para além de estabilizar as margens fluviais com problemas de erosão, através do recurso a soluções técnicas de engenharia natural, a empreitada inclui a realização de ações de corte e limpeza de vegetação no leito e margens, a contenção de vegetação exótica e invasora e a remoção de entulhos e árvores do leito, de forma a recuperar a galeria ribeirinha e a conectividade com as áreas envolventes, bem como a valorização da paisagem, dos habitats naturais e da biodiversidade do meio hídrico.

Ao mesmo tempo, pretende-se valorizar a paisagem e aumentar a atratividade dos espaços fluviais, criando e revitalizando lugares com significado e interesse para as populações locais e visitantes.

Assim, para além da implantação de um trilho ao longo da ribeira de Enxarrique, para circulação pedestre e ciclável, será instalado no local algum mobiliário urbano (bancos de descanso, mesas e papeleiras) e painéis e placas informativas, com vista à sensibilização e educação ambiental dos visitantes do espaço.

O projeto representa um investimento de 231.708,59 €, acrescidos de IVA, traduzido numa empreitada adjudicada à empresa EcoRede – Engenharia e Serviços, S.A., e enquadrada num protocolo de colaboração assinado entre o Município de Vila Velha de Ródão e a Agência Portuguesa do Ambiente, no âmbito do Programa de Estabilização Económica e Social. O protocolo visa um apoio financeiro da APA até 280 mil euros, através do Fundo Ambiental, que inclui, para além empreitada, o projeto de execução.

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Vila Velha de Ródão com as tags , , , , . ligação permanente.