Terceira edição do Rali da Cortiçada em Proença termina com balanço positivo

Terceira edição do Rali da Cortiçada em Proença termina com balanço positivo

Terminou com balanço positivo a terceira edição do ‘Rali da Cortiçada’, que decorreu no último sábado, dia 5 de fevereiro, em Proença-a-Nova. A concentração de todos os 34 carros e cerca de 70 pilotos deu-se na parte da manhã no Parque Urbano Comendador João Martins, o ponto onde ainda se fizeram algumas reparações e foram conferidas as últimas verificações técnicas.

Pedro Cristóvão, diretor de prova do Rali da Cortiçada, afirma que mais uma vez o Rali realizado em Proença-a-Nova voltou a cumprir as expectativas: “todos os horários foram cumpridos e todos os pilotos se encontram de boa saúde e sem problemas, apesar dos habituais acidentes deste tipo de Ralis”. O responsável pela realização da prova apontou ainda o facto de os “estabelecimentos comerciais da vila terem estado ao longo do fim-de-semana com maior movimento”, numa parceria que se revela benéfica tanto para o Município, como para o Lusitânia Automóvel Clube.

Momentos antes do arranque oficial, Pedro Cristóvão dirigiu-se aos participantes, explicando as regras da variante ‘Regularidade Sport Plus’, na qual se pediu aos pilotos que igualassem o tempo base da primeira volta – realizada o mais rápido possível – e ‘Regularidade Histórica’, pedindo-se exatamente o mesmo, mas a uma velocidade média de 60kms/hora. Definiu também horários a cumprir, para que fosse mantida a igualdade entre todos os carros, isto é, para que todos os participantes pudessem correr nas mesmas circunstâncias. Este tipo de provas de Regularidade é, segundo Pedro Cristóvão, “mais ‘leve’, pois permite que haja maior diversidade de carros em competição”, sem a obrigatoriedade de ter tantas medidas de segurança, como por exemplo “extintores de incêndio e sistemas de extinção”.

Relembrar que o Rali da Cortiçada é uma prova automobilística inscrita no calendário desportivo da FPAK – Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting. Em ‘Regularidade Sport Plus’ o pódio foi constituído por Fernando Teotónio e Luís Morgadinho, com um Mitsubishi Evo IX (1º); Pedro Duarte e Paula Balacó, com um Porsche GT3 (2º); e Jorge Santos e Vítor Hugo, Skoda S2000.

Na variante Regularidade Histórica, César Ribeiro e Pedro Almeida venceram ao volante de um BMW E30; o segundo lugar foi para José Laranjo e Duarte Lourenço, com BMW 2002; Armando Antunes e Filipe Fernandes fecharam o pódio, com um Volkswagen Golf Gti.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Desporto, Proença-a-Nova com as tags , , . ligação permanente.