Iniciativa Liberal em visita a Oleiros, Vila de Rei e Sertã

Iniciativa Liberal em visita a Oleiros, Vila de Rei e Sertã

● A Iniciativa Liberal esteve no início desta semana nos concelhos de Vila de Rei,
Sertã e Oleiros, reunindo com o Presidente da Câmara de Vila de Rei e
visitando o SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta e a
Pirotecnia Oleirense.

Na segunda-feira dia 24 de janeiro o partido reuniu com o Presidente da Câmara de
Vila de Rei, Ricardo Aires. Em declarações, o cabeça de lista pela Iniciativa Liberal por
Castelo Branco, Diogo Oliveira, frisa que “é extraordinária a criatividade que os
autarcas destes municípios do interior menos populosos têm que ter para
conseguir desenvolver os seus concelhos e permitir a fixação de população,
aliando o investimento no setor privado a serviços públicos essenciais para
tentar dinamizar as economias locais e reter a população mais jovem, mesmo quando as políticas do governo central não ajudam nesse trabalho”.

No dia seguinte, terça-feira dia 25 de Janeiro, o partido visitou o SerQ – Centro de
Inovação e Competências da Floresta, onde foi recebido pelo presidente Paulo Luís e
pela investigadora Doutora Sofia Knapic. Diogo Oliveira afirma estar “impressionado com o trabalho feito no SerQ, quer do ponto de vista de incubação de empresas bem
como o trabalho de investigação ali desenvolvido ligado à floresta. Está neste centro a
ser desenvolvido um excelente trabalho no sentido de fomentar a utilização de
recursos, que podem ser extraídos da nossa floresta, como alternativa a materiais mais
convencionais. Também existem projetos de investigação a ser realizados com o
objetivo de tirar melhor aproveitamento dos recursos da floresta e ao mesmo tempo
ajudando a mitigar o risco de incêndios. Os principais desafios prendem-se com a
precariedade de quem trabalha como investigador, problema transversal à investigação
um pouco por todo o país, e que tão importante é para o desenvolvimento do
conhecimento, bem como da falta de investigadores que queiram rumar ao interior do
país.”
De seguida os candidatos do Iniciativa Liberal seguiram para Oleiros onde visitaram a
empresa Pirotecnia Oleirense, empresa familiar com 75 anos de história que tem uma
notável história no setor da pirotecnia com produção artesanal e com reconhecido
mérito por todo o mundo e que tem sofrido bastante com as sucessivas crises dos
últimos anos, culminando com as restrições pandémicas que levaram ao cancelamento
de encomendas já planeadas e produzidas.
Em declarações de balanço destes dias de campanha Diogo Oliveira afirma que “existe
claramente um problema no interior e particularmente em Castelo Branco com a
informação à imprensa, desertificação e a criação de emprego. Por um lado existe falta de
mão de obra (qualificada e não qualificada), por outro existe falta de empresas.
Sem empresas não há fixação de pessoas e sem pessoas não há atração de empresas. É
preciso que existam políticas concertadas para atrair pessoas para a região, quer por via
da criação de condições de fixação de pessoas e atração de empresas, quer por via de uma
real descentralização de órgãos do poder central que poderiam e deveriam estar
localizados no interior, especialmente quando a sua área de atuação não diz tanto
respeito aos meios urbanos e aos seus problemas.”
O candidato critica ainda o trabalho feito pelo anterior governo em matéria de
descentralização, dizendo que “a resolução dos problemas de desertificação do
Interior, da falta de mão de obra e de empregadores tem de ser resolvida através
políticas transversais a todos os ministérios e não através da criação de mais
ministérios que apenas servem para serem instrumentalizados como mecanismos de
propaganda política. O desenvolvimento do interior faz-se com ideias, não com a
criação de centros de burocracia”.
O partido continuará em campanha até ao final da presente semana, pretendendo
visitar todos os municípios do distrito de Castelo Branco.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Oleiros com as tags , , . ligação permanente.