O COVID-19 ÓMICRON ALASTRA-SE E OS EFEITOS SECUNDÁRIOS DAS VACINAS TAMBÉM

O COVID-19 ÓMICRON ALASTRA-SE E OS EFEITOS SECUNDÁRIOS DAS VACINAS TAMBÉM

O Rei vai nu

Na Alemanha, 86% dos infectados com Covid-19 Ómicron estavam já vacinados como publicou o RKI – Robert Koch Institut (1)!…

Vacinar crianças não parece ser responsável! Na Alemanha houve vários cientistas e até um responsável pelas vacinas que desaconselharam a vacinação de crianças! De facto, numa certa lógica a vacina pode interferir no desenvolvimento do sistema imune da criança ainda em formação!

A EMA (Agência Europeia do Medicamento) alerta para efeitos secundários das vacinas AstraZeneca e Janssen. Em causa está a mielite transversal, na Medula espinal, uma doença neurológica pertencente a um grupo de doenças neuro imunológicas do sistema nervoso central. Também as vacinas da Pfizer e Moderna poderá ter efeitos eritema multiforme (O eritema multiforme (EM) é uma reacção cutânea aguda causada por uma infecção ou outro desencadeador), a glomerulonefrite (A glomerulonefrite é uma doença inflamatória dos rins que afecta os glomérulos renais e pode progredir de forma aguda, subaguda ou crónica) e o o síndrome nefrótico ( Este dano resulta na libertação de demasiadas proteínas para a urina).

Nestas questões de covid-19, encontramo-nos num grande pandemónio e pandeminions, entre defesa e ataque! Tudo ataca: de um lado o virus e do outro muitas das medidas contra ele!

Gregor Gysi, membro do Bundestag alemão desde 2005, disse numa entrevista que 30% da população alemã já não tem confiança no governo por causa das medidas tomadas contra o Covid-19.

Recordo aqui uma frase oportuna do filme “A filha perdida” (“The lost daughter”):

Logo que você tente oprimir as dúvidas, o resultado é tirania.” A dúvida é verdadeiramente um pressuposto importante do desenvolvimento e da ciência. Também na religião ela era tida em conta no advocatus diaboli!

Uma outra frase oportuna para reflectir do  filósofo Karl Popper (1902-1994) : “Uma das coisas mais estúpidas que já se ouviu hoje em dia é ‘Eu acredito na ciência’. Se a ciência fosse uma questão de crença, seria chamada de religião. Em vez disso, trata-se de sempre questionar, duvidar e verificar se não há muito dinheiro por trás de uma causa hipotética.” Esta frase, segundo o meu parecer, não é importante por vir de um grande filósofo mas pelo conteúdo em si! Esta frase pressupõe não apenas o acompanhamento ou a área marginal do percebido e do vivido, mas também suas razões profundas. Isso não quer dizer que apesar de tudo não nos devamos divertir! Independentemente do bem e do mal que fazemos, importante é fazê-lo de olhos abertos! De facto, o rei vai nu e os simples de coração são certamente os primeiros a notar a realidade do “rei”. A mesma superficialidade que levava muitas pessoas a praticarem uma crença religiosa de timbre folclórico é a mesma superficialidade que faz da ciência uma crença.

Resta cada qual escolher o caminho a seguir sem se deixar perturbar!

. António CD Justo, Correspondente na Alemanha

Pegadas do Tempo, https://antonio-justo.eu/?p=6977

(1) A fonte da informação estatística foi a deputada no parlamento alemão, Sahra Wagenknecht! https://youtu.be/v8UXuW70Xx8

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Ciência e Tecnologia, Destaques com as tags , . ligação permanente.