CoLAB em Idanha-a-Nova já conta com equipa de 21 colaboradores

CoLAB já conta com equipa de 21 colaboradores

Aprovado em junho de 2019, o CoLAB (Laboratório Colaborativo) Food4Sustainability, com sede em Idanha-a-Nova, teve financiamento base aprovado em novembro de 2020 e, com um ano de atividade efetiva, já conta com uma equipa de 21 colaboradores e vários projetos-piloto dedicados a tornar a cadeia alimentar mais sustentável.

O CoLAB desenvolve atualmente ensaios e projetos-piloto de agricultura sustentável numa parcela de 13 hectares, no âmbito de uma parceria com a sociedade Hortas D’Idanha, um número que deverá crescer nos próximos anos.

O laboratório colaborativo, que tem também uma parceria com a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, elaborou este ano 31 candidaturas a projetos competitivos e está já a implementar 5 projetos cofinanciados.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, refere que “os projetos que o CoLAB Food4Sustainability tem em curso permitem dinamizar agendas de inovação fundamentais para o setor primário, a partir da Bio-Região de Idanha-a-Nova para todo o mundo”.

O autarca refere que “o CoLAB é um projeto que a Câmara de Idanha-a-Nova foi construindo em conjunto com a BGI – Building Global Innovators, e que hoje dispõe de equipamentos, competências e recursos humanos de excelência para criar soluções de inovação no setor primário”.

Além do impacto na criação de riqueza e emprego nesta região, este é um projeto que produz conhecimento ao nível da sustentabilidade, dos circuitos curtos de comercialização, da economia circular, do sequestro de carbono, da gestão da água, da gestão da energia e muito mais”, acrescenta Armindo Jacinto.

Com efeito, estão a ser testadas e implementadas novas abordagens aos sistemas de produção alimentar que possam ter um impacto positivo no ambiente, mitigando a emissão de dióxido de carbono, sem recurso a químicos de síntese, maximizando a utilização do solo de forma sustentável, preservando a água e tornando toda a cadeia de valor na indústria alimentar mais eficiente.

Nuno Serra, presidente do CoLAB, destaca que “enquanto laboratório colaborativo sedeado no Interior, temos como prioridade desenvolver demonstradores na região e promover casos de estudo da região. Nesse sentido, temos vindo a desenvolver várias iniciativas chave, desde um ciclo de 19 webinars sobre economia circular, solos, aquaponia e saúde e bem-estar, enquadrado na nossa academia, a sessões de trabalho no contexto de um projeto com o EIT Food, desenvolvido em Portugal, França, Áustria e Suécia”.

Em parceria com entidades chave na agricultura biológica, tais como a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), a Kiwa Sativa e a Agrobio, entre outras, estamos a lançar uma iniciativa para promover operadores e produtos, nacional e internacionalmente, e fomentar a conversão para sistemas de produção sustentáveis ambiental, económica e socialmente. Esta iniciativa, designada biolog, vai ser apresentada na sessão de trabalho que iremos realizar em Idanha-a-Nova no dia 27 de novembro”, acrescenta Nuno Serra.

A estrutura está disponível para trabalhar com produtores locais, tornando a atividade agrícola mais rentável e mais sustentável, por exemplo através de processo de digitalização, mas também em todo o país e além-fronteiras, através de parcerias com redes europeias como a EIT Food, da qual o CoLAB já é parceiro.

O CoLAB Food4Sustainability tem 15 membros fundadores, entre os quais estão a aceleradora BGI – Building Global Innovators, membro coordenador, e quatro instituições de ensino superior, designadamente a Universidade da Beira Interior e os Institutos Politécnicos de Castelo Branco, Guarda e Viseu.

São ainda membros fundadores as empresas Hortas d’Idanha, Sementes Vivas, Grupo Veracruz, Aquaponics Iberia, BlueGrowth, Algae 4 Future, COOPAGROL e Mendes Gonçalves, bem como o Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento de Idanha-a-Nova e a Associação de Recursos Ambientais e Alternativos.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Idanha-a-Nova com as tags , . ligação permanente.