POSEUR APROVA CANDIDATURA DA CIMBB PARA O COMBATE À VESPA VELUTINA

POSEUR APROVA CANDIDATURA DA CIMBB PARA O COMBATE À
VESPA VELUTINA

A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) viu aprovada a candidatura “Beira Baixa Previne e Combate”, submetida no âmbito do Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) para a deteção e combate à vespa asiática.

Os objetivos estratégicos da operação são a prevenção, vigilância e controlo da Vespa Velutina em todo o território da CIMBB, com vista à segurança dos cidadãos, à proteção da atividade agrícola e do efetivo apícola bem como a minimização dos impactos sobre a biodiversidade.

Com efeito, o projeto agora aprovado assenta em 4 eixos fundamentais:

  1. Vigilância Ativa;
  2. Controlo e Destruição;
  3. Capacitação;
  4. Sensibilização e Divulgação

A presença da Vespa velutina na região da Beira Baixa tem vindo a crescer de acordo com os números registados pelos municípios, tornando-se cada vez mais, devido à elevada agressividade desta espécie, uma ameaça e um problema para a segurança das populações e para a saúde pública.  É neste contexto que surge a candidatura da CIMBB que entendeu como fundamental a existência de uma estratégia delineada para a prevenção, vigilância e controlo da Vespa Velutina em todo o território. Para a concretização deste projeto, a CIMBB realizou um conjunto de parcerias/ protocolos com as Associações de Apicultores da região e com os Municípios.

As ações a realizar são financiadas pelo Programa POSEUR, no âmbito do Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Neste âmbito, foi concedida à CIMBB uma comparticipação comunitária de Fundo de Coesão no montante de 249.777,27 euros, correspondente a uma taxa de cofinanciamento de 85%.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco com as tags , , . ligação permanente.