Recuperação do potencial ecológico da Ribeira de Oleiros em curso

Recuperação do potencial ecológico da Ribeira de Oleiros em curso

Recuperação do potencial ecológico da Ribeira de Oleiros em curso

No seguimento da aprovação de candidatura apresentada ao PDR2020 – Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020, inserida na Operação 8.1.5 Melhoria da Resiliência e do Valor Ambiental das Florestas, com a tipologia “Proteção de Habitats e Promoção da Biodiversidade”, o Município de Oleiros deu início aos trabalhos de execução da referida candidatura.
Pretende-se recuperar o potencial ecológico da Ribeira de Oleiros, numa extensão de 8,5 km, propondo-se intervenção numa área de 23,32 ha, desde o Pisão até ao Lagar do Milrico.
As operações em causa realizam-se no leito, corpo de água e galeria ripícola, com o objetivo de garantir a sua funcionalidade, através da recuperação do seu potencial ecológico e paisagístico, promovendo a proteção destes habitats e da sua biodiversidade, sendo executadas com recursos exclusivo a meios manuais e/ou meios mecânicos simples, contemplando as seguintes intervenções:
• Desmatação seletiva:
• Redução de densidades através de seleção de varas;
• Desramações e podas de formação e sanitárias;
• Corte e remoção de árvores e vegetação no leito;
• Estilhagem/eliminação de resíduos.
Estes espaços carecem de intervenção, uma vez que as suas margens e até partes do leito se encontram ocupados por vegetação invasora e não autóctone, comprometendo as mais-valias que as espécies, ditas ripícolas, conferem a este tipo específico de habitats.
Pretende-se assim potenciar e diversificar o contributo ambiental destes espaços, inseridos em espaços florestais, e devolver ao terreno uma infraestrutura ecológica de importância para a valorização ambiental com uma gestão sustentável.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Oleiros com as tags , . ligação permanente.