Regresso das atividades abertas ao público em Proença-a-Nova

Regresso das atividades abertas ao público

As atividades abertas ao público voltarão a decorrer dentro dos parâmetros definidos pela Direção Geral de Saúde, de acordo com a deliberação da Comissão Municipal de Proteção Civil após reunião esta segunda-feira.

Neste momento a situação pandémica no concelho encontra-se numa nova fase, com 13 casos positivos e 11 em vigilância, confirmando-se uma clara descida em relação aos últimos dias e ao retomar a uma esperada normalidade.

Na Santa Casa da Misericórdia existem neste momento quatro casos positivos, todos eles funcionários, não se registando qualquer infeção entre os utentes.

Ainda que perante um cenário encorajador, João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, alerta: “se é verdade que o processo de vacinação se vai desenvolvendo a um bom ritmo, é ainda necessário assumir comportamentos de segurança individual na relação que mantemos em comunidade”. Todos os eventos abertos ao público foram adiados nas últimas duas semanas, como medida de prevenção, no sentido de evitar o aumento de novos casos na comunidade, tendo em conta o surto registado na Santa Casa da Misericórdia.

Outra das medidas tomadas foi a criação do posto de autotestagem, que esteve disponível entre os dias 12 e 20 de agosto, no Parque Urbano Comendador João Martins, tendo sido distribuídos 109 autotestes. De todos os testes realizados contaram-se 107 negativos, nenhum positivo, e dois inconclusivos, por parte da mesma pessoa. Este caso foi reencaminhado para o Centro de Saúde local, onde posteriormente foi realizado teste PCR, com resultado negativo.

A iniciativa da Câmara Municipal de Proença-a-Nova tinha o objetivo de detetar e mitigar novos focos de possíveis contágios.

Quando a decisão foi tomada, a dia 11 de agosto, contavam-se 152 casos positivos, resultantes do surto de Covid-19 na Santa Casa da Misericórdia, que levou à suspensão de todas as atividades abertas ao público previstas.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Proença-a-Nova com as tags , . ligação permanente.