Idanha-a-Nova: Apresentado o Estudo Municipal para a Recolha de Biorresíduos

Apresentado o Estudo Municipal para a Recolha de Biorresíduos

Decorreu no dia 29 de julho a apresentação online do “Estudo Municipal para o Desenvolvimento de um Sistema de Recolha de Biorresíduos”, do Município de Idanha-a-Nova.

O estudo tem como objetivo identificar as melhores soluções de gestão e de valorização dos biorresíduos, atendendo às características geográficas e demográficas do concelho de Idanha-a-Nova.

A apresentação online contou com a presença da vice-presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Idalina Costa, para quem “o caminho a percorrer terá de passar por uma boa gestão e valorização dos biorresíduos, em simultâneo com a aposta na sensibilização e formação nesta área”.

O estudo foi financiado pelo Fundo Ambiental. A sua elaboração vem permitir à Câmara de Idanha-a-Nova candidatar-se a mecanismos de financiamento que viabilizem os investimentos propostos.

Dessa forma, é possível implementar no concelho as estratégias delineadas, com vista a assegurar que os biorresíduos são separados e reciclados na origem ou recolhidos seletivamente com a máxima eficiência pelos sistemas em baixa e devidamente encaminhados para tratamento nas infraestruturas dos sistemas em alta, de modo a obter benefícios económicos globais na sua valorização, evitando em paralelo os custos e impactos decorrentes da necessidade de eliminação deste tipo de resíduos.

São considerados biorresíduos os resíduos biodegradáveis de jardins e parques e os resíduos alimentares e de cozinha das habitações, dos escritórios, dos restaurantes, dos grossistas, das cantinas, das unidades de catering e retalho e os resíduos similares das unidades de transformação de alimentos.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Idanha-a-Nova com as tags , . ligação permanente.