CIFA – CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DE FENÓMENOS AEROESPACIAIS – de Vila do Conde (Porto), anuncia no próximo dia 27 de Julho a apresentação do seu site profissional

De forma a relembrar do mês passado o simbolismo do Dia Mundial dos OVNI, o CIFA – CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DE FENÓMENOS AEROESPACIAIS – de Vila do Conde (Porto), anuncia no próximo dia 27 de Julho a apresentação do seu site profissional da entidade (www.cifa.pt [1])visando estabelecer a divulgação do tema e ocorrências nacionais junto da sociedade civil, trabalho que vem desenvolvendo desde 2018.

Será um elo fundamental de partilha e conhecimento da opinião pública, procurando estabelecer um canal de informação recíproco. Somos uma equipa multifacetada que procuramos aprofundar o estudo, análise e investigação do fenómeno OVNI no nosso país, onde a busca e o encontro por padrões relevantes no fenómeno são as nossas metas fundamentadas na nossa existência” – afirmou Vitor Moreira, Presidente da entidade. Adiantou ainda “que estamos a ampliar a estrutura humana de representação em todos distritos, que visa num acontecimento extraordinário termos uma intervenção mais célebre, procurando desta forma, obter resultados em tempo útil e com o apoio de uma equipa multidisciplinar que fará o acompanhamento das investigações”, acrescentou.

CIFA

O CIFA tem o seu processo administrativo de legalização finalizado a 14 de Julho deste mês e já possui mais de 20 elementos operacionais associados, estando a incrementar uma equipa interdisciplinar no trabalho de intervenção no Terreno. Segundo Vitor Moreira, “vamos ter a divulgação de um programa civil dedicado a todos os cidadãos que observam o firmamento de forma ocasional, que vão interagir connosco no âmbito de registo de fenómenos aeroespaciais que possam ser testemunhas“, salientou. A entidade não vai andar atrás de luzes no céu mas sim “de procurar indícios relevantes de estudo nos casos designados de perto ou com evidências constatadas de um fenómeno extraordinário”. Nos dias de hoje não se coloca a questão da existência dos designados OVNIs (actual acrónimo de FANI-Fenómenos Aéreos Não Identificados) ”, mas na realidade o interesse por parte dos governos nestas fenomenologias prende-se com as potenciais falhas de segurança do espaço aéreo nacional e o desconhecimento e implicações que possam ter na segurança nacional, uma vez que se desconhece a origem e intenções destes objetos.”

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Ciência e Tecnologia com as tags , , . ligação permanente.