Casa da Comarca da Sertã celebra 75º Aniversário – Carta do Presidente

Com prazer e associando-nos a este importante 75º Aniversário, transcrevemos a Carta do Presidente aos Sócios que nos chegou pela mão da Amiga Dra Maria Alda Barata Salgueiro

…………….

Caros Sócios,

No presente ano a Casa da Comarca da Sertã celebra o 75º Aniversário da sua fundação.

Fundada em 4 de Fevereiro de 1946, por Alvará do extinto Governo Civil de Lisboa, a Casa da Comarca da Sertã representa os Concelhos de Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã e Vila de Rei e as Freguesias de Amêndoa e Cardigos do concelho de Mação, tendo por Patrono Dom Nuno Álvares Pereira, canonizado em 2009 como S. Nuno de Santa Maria.

Região anteriormente abrangida pela acção da Casa das Beiras, o desejo de autonomização do território então abrangido pela Comarca da Sertã, concelho cujo Tribunal Judicial servia os concelhos e autarquias anteriormente referidos, foi crescendo junto das comunidades que residiam em Lisboa e arredores.

Tal  foi formalizada através do envio ao extinto Governo Civil de Lisboa, em 26 de dezembro de 1945, daquela que veio a ser a primeira versão dos Estatutos da nossa Casa Regional e na qual constam alguns dos principais sócios fundadores, a saber:

José dos Santos Pedro (Sócio nº 1, natural da Freguesia da Sertâ),

Mário Florim  (Sócio nº 2, natural da Freguesia da Sertã e um dos Fundadores do Sertanense Futebol Clube),

José Nunes da Silva (natural da Freguesia da sertã e que veio a ser o primeiro Presidente da Direcção),

José Antunes Gaspar (natural da Freguesia da Madeirã, dirigente da Casa e um dos fundadores do Grupo de Amigos da Freguesia da Madeirã),

Manuel Martins Moreira (natural da Freguesia de Sobreira Formosa),

Carlos Queiroga Tavares ( natural de Lisboa mas com ligações a Proença-a-Nova),

Joaquim Mateus (natural da Freguesia de Álvaro e que veio a ser, nomeadamente, Vice-Presidente da Direcção),

Jaime Antunes Amaro (natural da Freguesia de Pedrógão Pequeno),

João da Silva (natural da Freguesia de Vila de Rei) e

João Lourenço (natural da freguesia de Álvaro).

Ao longo dos 75 anos da sua existência, a Casa da Comarca da sertã teve um papel relevante na promoção e divulgação das terras e gentes da região, da gastronomia, da cultura e tradições, apoiando directa e indirectamente a melhoria da qualidade de vida das populações, muitas vezes complementando a acção das próprias autarquias locais, cujos orçamentos estavam dependentes do governo até ao 25 de Abril de 1974.

Tal foi consubstanciado, por exemplo, na angariação de fundos em Lisboa que possibilitaram a construção de diversas benfeitorias locais, bem como na disponibilização de serviços médicos aos associados, tendo funcionado um Posto Médico na sede da Rua da Madalena, onde a Casa esteve sediada entre 1956 e 2020, que contou com a colaboração de diversos médicos, nomeadamente o Dr. Eduardo Girão do Amaral.

Mas também no apoio a algumas famílias carenciadas da região, com a atribuição de enxovais e de bolsas de estudo, fruto do empenho de diversos sócios e suas famílias, contribuindo para melhorar as condições de vida e, possibilitando que alguns alunos prosseguissem os seus estudos no antigo Colégio Vaz Serra, agora designado Instituto Vaz Serra e que servia os concelhos da região.

Para esse desiderato muito contribuíram diversos sócios e dirigentes, cuja abnegação e serviço em prol da Casa e da melhoria da qualidade de vida das gentes da região merecem o nosso reconhecimento e público agradecimento.

Com a progressiva melhoria da qualidade de vida das populações locais, trabalho nunca concluído mas que é há décadas assegurado pelas Câmaras e Juntas de Freguesia da região, a Casa pode recentrar a sua actuação na promoção da história, gastronomia, cultura e tradições, fazendo da casa da Comarca da Sertã um legado que a todos orgulha.

Assim e para assinalar tão relevante efeméride estamos a preparar diversos momentos ao longo de 2021, englobando, naturalmente, a inauguração formal da nova sede nos Olivais, bem como o tradicional passeio de aniversário a um dos concelhos da região, embora sempre condicionados pela evolução da pandemia Covid-19 e restrições que venham aa ser tomadas por parte das entidades competentes.

A propósito da nova sede, cujas instalações foram requalificadas para poder acolher dignamente a Casa e permitir a realização de futuras iniciativas, cumpre-nos agradecer o apoio já recebido por parte de diversos associados, bem como regozijar-nos pela comparticipação aa receber das Câmaras da região.

Ainda no que respeita ao apoio por parte dos sócios, distribuídos pelos montantes de 50 euros, 100 euros, 250 euros e 500 euros, de que daremos nota pública, informamos que a campanha de angariação de fundos continua até final do verão, através do NIB 0035 0698 0003 2314 4309 7 da Caixa Geral de Depósitos.

Viva a Casa da Comarca da Sertã!

Pedro Amaro

( Presidente da Direcção)

Casa da Comarca da Sertã ( 1946 – 2021 )

75º Aniversário

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Oleiros com as tags , , . ligação permanente.