Vila Velha de Ródão apresenta novo Plano Estratégico

. Vila Velha de Ródão qualifica-se

. Novo plano substitui o de 2004

Vila Velha de Ródão tem novo Plano Estratégico de Desenvolvimento

 Vila Velha de Ródão tem um novo Plano Estratégico de Desenvolvimento, um documento elaborado pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) por solicitação da Câmara Municipal e que foi apresentado ao público durante a sessão ordinária da Assembleia Municipal de Vila Velha de Ródão, no passado dia 18 de dezembro, na Casa de Artes e Cultura do Tejo.

O Plano Estratégico de Desenvolvimento 2020-2027 vem substituir o anterior plano do município, datado de 2004, e pretende constituir-se como um referencial de orientação e um instrumento estratégico institucional de apoio à decisão e ao desenvolvimento do concelho nos próximos sete anos.

Trata-se de um documento alicerçado no presente que, a partir de uma análise das características socioeconómicas e culturais do concelho, incluindo as suas potencialidades e ameaças, procura indicar linhas de ação para a definição de um novo ciclo de desenvolvimento sustentável, tendo por horizonte o futuro a médio-longo prazo.

Tendo em conta que passaram 16 anos desde o último estudo, julgámos que se justificava voltarmos a olhar para o concelho com um olhar simultaneamente próximo, dada a proximidade do IPCB ao território, mas também distante, por se tratar duma instituição com uma abordagem científica rigorosa e com capacidade crítica, o que representa uma mais-valia”, esclareceu o presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, Luís Pereira, durante a apresentação, agradecendo o trabalho desenvolvido por aquela instituição.

A sessão contou também com a presença do presidente do IPCB, António Fernandes, que felicitou a autarquia por actualizar este plano e destacou o papel daquela instituição de ensino superior enquanto instrumento de apoio à região.

É uma obrigação do IPCB estar com a região em que está inserido e contribuir através do conhecimento e da ciência para o seu desenvolvimento, por isso é um gosto imenso estarmos nesta segunda geração do Plano de Desenvolvimento Estratégico de Vila Velha de Ródão e esperamos que ele possa contribuir para a continuidade dos êxitos que têm sido alcançados por este executivo”, afirmou António Fernandes.

A apresentação dos principais eixos estratégicos de intervenção e análise que constituem este plano ficou a cargo de Domingos Santos, um dos coordenadores do estudo, que frisou que o objetivo dos autores é que este documento possa “responder aos desafios do apoio à decisão e dar ao executivo motivos de discussão e reflexão, mas que possa também tornar-se um instrumento de comunicação”.

De acordo com os autores deste estudo, “o grande objetivo estratégico passa por dotar o concelho de uma economia competitiva e resiliente, potenciando a exploração sustentável dos recursos endógenos, garantindo em simultâneo, a prestação de serviços sociais de qualidade, com vista ao reforço dos padrões de coesão social da comunidade”.

No final da apresentação, Luís Pereira referiu que “este é um documento aberto para suscitar uma discussão alargada sobre o futuro de Vila Velha de Ródão, pelo que convidamos todos a lê-lo com atenção, pois só com o contributo de todos concebemos a construção desse futuro”.

Plano Estratégico de Vila Velha de Ródão

 

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009. Lutamos arduamente pela defesa do interior, o apoio às famílias e a inclusão social. Batemo-nos pela liberdade e independência face a qualquer poder. Somos senhores da nossa opinião.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Vila Velha de Ródão com as tags , . ligação permanente.